A crise de refugiados na Europa “é uma crise de solidariedade”

Pouco mais de 200 requerentes de asilo que estão na Grécia e Itália foram até agora acolhidos noutros Estados-membros. Comissão Europeia vai apresentar medidas para tentar acelerar este processo. Entre Janeiro e Novembro deste ano chegaram por via ilegal à União Europeia 1,5 milhões de pessoas, o maior número de sempre. Segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), perto de 80% têm condições para pedir asilo e receberem estatuto de refugiados. Mais de metade chegou à Grécia (742 mil) e Itália (159 mil), as duas grandes portas de entrada. Os Estados-membros da União Europeia concordaram acolher 160 mil destas pessoas, mas até agora apenas 203 foram recebidos noutros países.

A crise de refugiados na Europa “é uma crise de solidariedade”

| ECONOMIA PELO MUNDO |
About The Author
-