BNA afirma que só o mercado vai ditar a continuidade ou não da desvalorização do kwanza

O governador do Banco Nacional de Angola assegurou que a continuidade ou não da desvalorização do kwanza será ditada pelo mercado.

O responsável que fazia estas declarações à margem da cerimónia de lançamento do programa de inserção da literacia financeira no sistema de ensino, realizada na terça-feira, 16, referiu que tal situação, justifica-se pelo facto de Angola ter um regime de taxa flutuante, o que significa que não é um câmbio fixo. “O câmbio oscila consoante a expressões da oferta e da procura”, disse.

José Pedro de Morais disse que os fundamentos económicos que Angola tem apontam, neste momento, para um excesso de procura em relação a oferta. Segundo fez saber, o Banco Nacional de Angola está a desenvolver mecanismos para provocar o ajuste, no mercado cambial no mercado monetário.

O governador sublinhou que a missão do Banco Central é, através dos mecanismos que a gestão macroeconómica tem, provocar o ajuste da economia e criar condições para que as metas de crescimento fixado sejam alcançadas.

No que toca à desvalorização repentina do kwanza na ordem dos 20%, defendida pelo Centro de Estudos da Universidade Católica, o governador do Banco Central disse que havia no mercado cambial mecanismos perfeitamente estabilizados. Lembrou que o departamento de mercado do BNA tem realizado dois a três leilões por semana e que o movimento dos operadores económicos têm sido consistentes com um determinado historial no mercado.

“Portanto, não me parece que haja movimentos bruscos que possam ser antecipados. Mas se o Centro de Estudo fez esta análise, a responsabilidade é deles”, disse.

No período de 8 a 12 de Junho, o Banco Nacional de Angola realizou vendas de divisas no montante de 340,0 milhões de dólares, menos 596 milhões de dólares comparativamente a semana precedente, em que foram disponibilizados 936 milhões de dólares.

Entretanto, a taxa de câmbio média de referência, no período em análise, apurada ao final da semana foi de 118,920 e, 117,473 na semana precedente.

BNA afirma que só o mercado vai ditar a continuidade ou não da desvalorização do kwanza

| MACRO & FINANÇAS |
About The Author
-