Estudo da Luanda Medical Center revela que 21%  de casos de infecção por HPV são de alto risco

O Luanda Medical Center lançou a sua primeira campanha de prevenção do Cancro do Colo do Útero em Fevereiro do corrente ano. Passados 4 meses, apresentou um primeiro estudo sobre os resultados obtidos nesta primeira fase. Foram analisados até ao momento 1109 casos, de entre as mulheres que foram ao centro médico fazer rastreio ao cancro do colo do útero (rastreio HPV). Desses casos, 21% apresentaram um resultado considerado de “alto risco” e foram detectados já 2 casos de cancro. São mulheres nas faixas etárias dos 35 aos 45 anos de iade, numa fase já avançada de cancro e com necessidade de começar tratamento de imediato.

“Sabemos que o cancro do colo do útero é a segunda maior causa de morte entre mulheres em todo o mundo e também o tipo de cancro mais frequente nas mulheres africanas. Por isso decidimos lançar esta campanha de prevenção. O nosso papel é fundamental o sentido de informar e educar a população para a importância de fazer rastreio precoce” refere, Rita Matias, Directora de Marketing do Luanda Medical Center.

O Luanda Medical Center disponibiliza o serviço completo de rastreio, diagnóstico, e tratamento. Só em casos muito graves é que encaminha as pacientes para  o exterior do país.

“Existe um enorme preconceito quanto ao rastreio a doenças, sobretudo aquelas que mais matam. É crucial inverter essa forma de pensar, pois a detecção precoce de doenças pode ser a diferença entre a vida e a morte” refere ainda.

O Luanda Medical Center pretende continuar com esta campanha e alargar as suas acções de responsabilidade social e trabalhar em parceria com escolas por forma a atingir as camadas mais jovens da sociedade, dentro da idade ideal para a vacinação contra o HPV, ou seja, a partir dos 9 anos de idade.

Sobre o Vírus HPV

O Cancro do Colo do Útero é causado pelo vírus do Papiloma Humano (HPV).

O seu desenvolvimento é silencioso, pelo que não se deve esperar pelos sinais de alarme. Calcula-se que quatro em cada cinco mulheres são expostas ao vírus em algum momento da sua vida. Na maior parte das mulheres, a infecção pelo HPV é eliminada pelo sistema imunitário, sem nunca ter criado qualquer tipo de sintomas. Porém, em alguns casos, a infecção persiste e o vírus pode provocar alterações nas células do colo do útero, promovendo a sua transformação em células cancerosas.

Qualquer pessoa pode ser infectada com HPV. O HPV é transmitido por contacto sexual. Mesmo que só tenha tido um parceiro sexual o vírus poderá ser transmitido.

É possível prever o risco de desenvolvimento deste cancro e detectar as lesões precursoras através da realização de teste de rastreio. A prevenção através do rastreio regular (Papanicolau) e/ou teste de HPV juntamente com a vacinação é  fundamental para evitar o cancro do colo do útero.

Todas as mulheres que já iniciaram a sua actividade sexual devem realizar o PAPANICOLAU e o teste de HPV. Existe a possibilidade de evitar o HPV que desenvolve para cancro através da vacinação. A vacina é recomendada para meninas a partir dos 9 anos.

O Luanda Medical Center

Um centro médico de referência que foi idealizado para prestar cuidados de saúde de excelência à população angolana. Integram a equipa médica internacional, profissionais de saúde oriundos de Portugal, Espanha e Israel.

O centro tem como visão, ter um impacto significativo, através da melhoria dos padrões de cuidados de saúde, disponíveis e através de instalações internacionalmente acreditadas, operadas e supervisionadas.

As instalações dispõem de salas de operação modernas, vários consultórios médicos para as diferentes consultas de especialidade, uma unidade especializada de gastrenterologia, uma unidade de cardiologia, um centro de diagnóstico completo e um laboratório de análises que servirá tanto o Luanda Medical Center como outras clínicas na área.

Estudo da Luanda Medical Center revela que 21% de casos de infecção por HPV são de alto risco

| ... E AINDA, DESTAQUE |
About The Author
-