Nova fábrica de água do Huambo vai produzir 10 mil litros por hora

A ministra da Indústria, Bernarda Martins, inaugurou ontem, na província do Huambo, a fábrica de águas detida pelo grupo Liqui-Huambo.

A província do Huambo conta com uma nova fábrica de água mineral que produzirá 10 mil litros por hora. A unidade industrial pertencente a empresa Liqui-Huambo. Cláudio Camundongo, empresário, declarou a OPAÍS que a instalação da fábrica resulta de um investimento de USD 8,5 milhões. “Estamos a dar o nosso contributo para a redução das importações, pois nos sentimos no direito de ajudar o país”, disse Cláudio Camundongo, proprietário da fábrica. Com uma capacidade instalada de 15 mil litros de água por dia, para já, a unidade industrial arrancou com uma produção de 10 mil litros devido à falta de garrafas do tipo pet.

Cláudio Camundongo avançou que nesta primeira fase foram gerados 45 postos de trabalho directos e 100 indirectos. Inaugurada pela ministra da Indústria, Bernarda Martins, a fábrica foi instalada numa área de quatro hectares, na comuna do Kuima, município da Caála. Entretanto, durante a sua estada no Huambo, a ministra manteve um encontro com a Reitoria da Universidade José Eduardo dos Santos, durante o qual fez referência ao Instituto de Inovação e Tecnologias Industriais, como sendo uma mais-valia para o país. “Nós decidimos criar um Instituto de Inovação e Tecnologias Industriais. Precisamos de colocar o Instituto em funcionamento.

Temos ideias, sabemos o que queremos e sabemos que existem pessoas, ao nível do país, que sabem fazer. As universidades sabem”, reconheceu, a ministra Bernarda Martins. Acrescentou que o instituto tem a vocação de ajudar o país a evoluir, do ponto de vista tecnológico, no domínio da indústria, uma das apostas fortes do Executivo no quadro do processo de diversificação da economia. No âmbito do Programa de Fomento da Pequena Indústria Rural, a comuna da Calenga, município da Caála, e a sede municipal do Ukuma, foram igualmente visitadas pela ministra. Bernarda Martins disse, sobre o programa de fomento da indústria rural, que vão ser instaladas na província do Huambo novas fábricas de ração animal.

Huambo aberto a investimentos

Por seu turno, o director provincial da Indústria no Huambo, Bonifácio Vicetaca, disse que o surgimento de mais uma fábrica beneficia o seu sector na província, pois cria empregos e contribui para a redução das importações. “Com a entrada em funcionamento desta fábrica, passamos a ter seis unidades de produção de água. Trata-se de um investimento privado que vem numa boa altura”, disse. O responsável da indústria no Huambo sublinhou que a Refriango é a maior referência do sector na província, acrescentando que, pela sua localização estratégica (região planáltica onde nascem muitos rios), novos investimentos podem ser feitos no domínio das águas.

Nova fábrica de água do Huambo vai produzir 10 mil litros por hora

| DESTAQUE, MACRO & FINANÇAS |
About The Author
-